xama7

Mês dedicado ao deus romano Marte ou Marvos, padroeiro da guerra e da agricultura. Marte apresentava-se sob três aspectos

Como deus da guerra , chamava-se de Gradivus; como deus silvestre dos campos e dos bosques, Silvanus e como padroeiro do estado romano, Quirinus. Sua consorte era Nerine ou Nereis, a deusa da  guerra, equivalente à deusa Bellona.

Para contrabalancear as energias tempestuosas e belicosas marcianas recomenda-se, neste mês, exercícios de equilíbrio e centramento pessoal, bem como a renovação e a harmonização nos relacionamentos(afetivos ou  profissionais). É um mês adequado para iniciar uma terapia corporal,  desbloquear, liberar ou transmutar os sentimentos de raiva.

Espíritos da natureza: sereias, seres da água e do ar.
Ervas: gesta, poligonáceo, betônica dos bosques, musgo irlandês.
Cores: verde-claro, grená.
Flores: junquilho, narciso, violeta.
Essências: madressilva, flor de macieira.
Pedras: água-marinha, hematita.
Árvores: amieiro, corniso.
Animais: porco-espinho, javali.
Aves: corvo-marinho, águia pesqueira.
Deidades: Ísis negra, Morrigan, Hécate, Cibele, Astarte, Atena, Minerva, Ártemis, Luna.
Fluxo de energia: energia liberada; crescimento, prosperidade, exploração. Recomeços; equilíbrio entre luz e trevas. Desfazer ilusões. Encarar a verdade em sua vida, não importa o quão doloroso possa ser.

Que todos nós possamos nos tornar mais conscientes neste lindo mês.

Gostou do artigo? Achou-o curioso? Dê um curtir para ele!